top of page

GESTÃO HUMANIZANTE

13. AIT – ABORDAGEM INTEGRATIVA TRANSPESSOAL: (11)

 

A Abordagem Integrativa Transpessoal, desenvolvida por Vera Saldanha, é o estudo e aplicação dos diferentes níveis de expressão da consciência no plano pessoal, relacional e além do pessoal. É um método que traz um embasamento teórico consistente e aplicação prática da Psicologia Transpessoal.

 

13.1 Benefícios da AIT:

  • Promove o autoconhecimento;

  • Traz maior percepção da realidade externa;

  • Favorece a emergência da positividade do melhor em cada ser humano;

  • Trabalha com níveis experiencial e evolutivo;

  • Amplia a visão dos níveis inconscientes para além dos dados autobiográficos;

  • Busca integração da dimensão superior da consciência;

  • Oportuniza continuamente a interação e síntese dos aspectos femininos e masculinos;

  • Foca o desenvolvimento do Ser: os princípios de realidade, prazer e transcendência, propostos nesta abordagem.

 

A Abordagem Integrativa Transpessoal traz em si um convite para um caminho real na abordagem espiritual dentro da psicologia neste novo milênio. Certamente por ser ainda um território novo e complexo, embora distinto de dogmas e religiões, estuda também os fenômenos humanos vivenciados em estado de expansão da consciência. Muitas vezes é confundida e inadequadamente citada de forma tendenciosa, irresponsável e incorreta. Xamanismo, budismo, espiritismo, catolicismo e práticas alternativas, independente de trazerem ou não benefícios, não são práticas da Psicologia Transpessoal.

 

Hoje não é mais possível excluir da Psicologia contemporânea vivências que abarcam outros níveis de consciência além da vigília, seja por uma demanda legítima dos clientes, sejam pelos benefícios que, por exemplo, evidenciam-se na educação, na promoção dos valores construtivos, na otimização da aprendizagem e na emergência de valores na vida cotidiana, sejam nas relações familiares, pessoais ou profissionais.

 

O que é Psicologia Transpessoal? (livro Abordagem Integrativa Transpessoal de Vera Saldanha e Arlete S. Acciari – Editora Inserir):

Nasce como um desdobramento da abordagem humanista da psicologia em um momento de transição e integração dos saberes, marcando uma nova etapa da ciência do conhecimento humano. Caracteriza-se como um conhecimento transdisciplinar, dedica-se ao estudo da consciência e trabalha com diferentes estados de consciência que a pessoa humana pode manifestar. Atualiza a compreensão do ser humano e o campo da Psicologia, quando contempla a dimensão da espiritualidade como parte da natureza humana, que Maslow (1989) chamou de biologia subjetiva.

 

De volta a AIT, diz respeito a um método reconhecido com um amplo embasamento teórico e prático no campo da Psicologia Clínica e nas áreas educacional, organizacional e hospitalar, associada às práticas integrativas e complementares, enfermagem, cuidados paliativos, processos de coaching, treinamentos e programas de desenvolvimento de competências, orientação vocacional etc.

 

A AIT é constituída por 2 Eixos: Experiencial (horizontal) e Evolutivo (vertical). Seu desenvolvimento pressupões 7 etapas sequenciais, embora que nem sempre funcionem da forma linear rígida de estágios. Em todas as etapas estimula-se e as funções R.E.I.S. – Razão através do pensamento lógico; Emoção reconhecendo e identificando os estímulos emocionais; Intuição abrindo a escuta para o que chega através do canal intuitivo; Sensação observando com sensibilidade as sensações corporais que a experiência proporciona.

 

13.2 Vejamos abaixo um detalhamento das sete etapas da jornada AIT:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como argumento final desse conjunto de técnicas e metodologias, me refiro agora ao fortalecimento de um estado mental que perpassa todos os estágios mencionados acima fazendo com que criemos um aprofundamento em nossa essência. Uma das alavancas imprescindíveis em todo o processo é desenvolvimento da Atenção Plena (Mindfulness).

7 ETAPAS AIT.jpg
bottom of page