Buscar
  • Laudio Nogues

O Curto Prazo Empilhado

Atualizado: 10 de Nov de 2019

A visão de longo prazo é essencial, mas não podemos esquecer que:

"O Longo Prazo é a resultante de vários Curtos Prazos empilhados" (frase proferida pelo economista e ex-presidente do Banco Central do Brasil - Gustavo Franco em entrevista no Roda Viva da TV Cultura).


Isso me levou a refletir a respeito de toda minha experiência como profissional nas empresas onde passei, as quais primavam por processos impecáveis e implacáveis de planos estratégicos que se convertiam em diversas frentes de planos orçamentários de curto, médio e longo prazo. Tudo precisava ser consolidado, testado e exposto ao crivo dos mais experientes e visionários para que sua amarração fizesse sentido (teste de sanidade) diante das ambições globais organizacionais.


Quase que simultaneamente, fui traçando um paralelo com a minha vida pessoal e com as experiências que venho, entusiasticamente, vivenciando no meu trabalho como Coach de Profissionais e Executivos.


Consensualmente, profissionais e líderes conscientes reconhecem a necessidade de ter uma visão alongada do futuro e de suas carreiras. Muitos chegam a ter seus ideais de aposentadoria com certa sofisticação de detalhes, porém, a maioria esbarra exatamente no meticuloso e constante trabalho de empilhar seus curtos prazos na direção e tempo corretos. É preciso ter os 3 elementos essenciais bem calibrados e organizados. São eles:


· Qualidade de Vida que se deseja e que seja factível

· Quantidade de riqueza necessária e possível

· Tempo que se tem para conquistar


Por vezes me deparo com discursos rebuscados de um futuro sensacional, mas quando começamos a esmiuçar, detalhar e planejar realisticamente percebemos que precisaríamos ter uma expectativa de vida bem mais elástica do que a atual para obter sucesso.


Da mesma forma, no meio do debate, chegamos à dura conclusão que para que se tenha o conforto desejado no futuro, será preciso abrir mão de parte do conforto de hoje, isto é, poupar mais. A não ser que se tenha certeza a respeito de um prêmio da mega-sena ou da loteria. Como isso não é possível (pelo menos de forma lícita), e as possibilidades são ínfimas, só resta mesmo o caminho do trabalho e da administração financeira.


Por fim, e não menos importante, vem a reflexão sobre o tipo de qualidade de vida que pretendemos ter. Vamos sair viajando pelos 4 cantos do mundo? Vamos ter uma aposentadoria produtiva com trabalho voluntário sem a preocupação de ganhar para pagar as contas do mês? Vamos jogar dominó com os colegas na pracinha? Para cada escolha há um custo financeiro e emocional.


É importante que haja um processo estruturado de construção destas premissas para formarmos o cenário futuro desejado e possível, evitando assim, frustrações e decepções.


1. Qualidade de Vida

Pense em quais são os vetores da sua felicidade, o que te motiva, o que você faz com afinco independente do tamanho da remuneração - pode ser que isso coincida com um bom pagamento, mas pode ser que não. Aliás, o mais provável é que não, pelo menos durante um tempo. Você precisa caminhar nessa direção, cada vez mais se desapegando da acumulação de riqueza e priorizando acumular blocos de satisfação e felicidade.


2. Quantidade de riqueza

Planeje hoje. Pense que tudo que você ganha hoje é para você viver hoje e no futuro. Existem cálculos robustos de poupança baseado no tempo de contribuição e na projeção dos parâmetros futuros tais como: expectativa de vida e renda mensal necessária. Os brasileiros em geral não são doutrinados a pensar nisso. Temos uma visão de curtíssimo prazo arraigada no nosso DNA. Na verdade, deveríamos começar a poupar com este propósito desde o primeiro salário recebido. Quanto mais cedo começamos, menos esforço no final.


3. O Tempo

Se você pensar no tempo como um recurso finito assim como outro qualquer: dinheiro, água, oxigênio, alimentos, etc., você mudará radicalmente sua visão quanto ao planejamento de tudo. O número oficial de expectativa de vida do brasileiro é de 73,62 anos. Subtraia a sua idade atual deste número e veja o que resta. Ok, você vai viver mais que isso, teve uma vida regrada, não fumou, dormiu bem, não se estressou. Tudo bem.

Qual a sua premissa para isso então, 80? 90? 100? Não importa, faça a sua aposta e quantifique. Esse parâmetro será fundamental para que você organize tudo a sua volta.


A visão coordenada destes 3 elementos fará com que você construa seu longo prazo e trará a clareza para que vá empilhando seus blocos de curtos prazos na velocidade e na direção desejada. Desta maneira, suas chances de um futuro tranquilo e feliz aumentarão muito.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo